Destaque

Comissão do Senado rejeita reforma trabalhista: É hora de fortalecer a Greve Geral!

Escrito por SINDSERM THE

O governo Temer sofreu a primeira derrota na tramitação da reforma trabalhista no Senado nesta terça-feira, dia 20. O relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB), que é favorável ao texto original do governo, foi rejeitado na CAS (Comissão de Assuntos Sociais), com um placar de 10 votos contrários e 9 favoráveis.

A comissão aprovou, de forma simbólica, um texto alternativo do senador Paulo Paim (PT), que rejeita a reforma trabalhista na íntegra.

A rejeição do relatório de Ricardo Ferraço é um revés para Temer, que contava avançar na tramitação da medida sem obstáculos. Contudo, a proposta de reforma trabalhista seguirá para leitura e votação na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e depois irá à votação no Plenário.

Luta deve continuar

A rejeição da reforma trabalhista na CAS é uma boa notícia para a luta contra os ataques de Temer e ocorre no mesmo dia em que as centrais sindicais promovem em todo o país o “Esquenta para Greve Geral de 30 de junho”. Desde as primeiras horas desta terça, estão sendo realizadas assembleias, panfletagens e atos em várias cidades, para preparar a paralisação no dia 30.

Fonte: CSP-Conlutas

Sobre o autor

SINDSERM THE

Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina

Deixe um Comentário