Notícias

SEMEC desrespeita a Comissão de Negociação e apresenta Plano que coloca em risco trabalhadoras(es) da educação municipal

SINDSERM garante que manterá a posição acordada em reunião no Palácio da Cidade, com retorno em 1º de março com ensino remoto. A Assembleia Geral irá aprovar encaminhamentos sobre a quebra de acordo.

A Secretaria Municipal de Educação de Teresina (SEMEC) apresentou um plano de retomada das aulas na rede na quarta-feira (10) com a presença de diversas entidades das áreas de saúde, educação, do direito público, vigilância sanitária, o Comitê de Operações Emergenciais (COE) e o SINDSERM.

Os principais pontos apresentados foram registrados e estão disponíveis na página no Facebook e no canal no YouTube do SINDSERM Teresina. A posição oficial da entidade foi apresentada pelo Coordenador Geral do SINDSERM, Sinésio Soares, ao defender um retorno seguro para trabalhadores em educação, colocando a defesa da vida em primeiro lugar. Desta forma, não se justifica passar por cima do que já foi negociado no dia 27 de janeiro de 2021 no Palácio da Cidade entre a Comissão de Negociação eleita em Assembleia Geral e a equipe da Prefeitura Municipal de Teresina, representada pelo Vice-prefeito e Secretário de Finanças, Robert Rios, o Procurador Geral do Município, Aurélio Lobão, o Secretário de Educação, Nouga Cardoso e seu Assessor Jurídico, Antônio Meneses. Na oportunidade ficou acertado que o retorno não seria nem mesmo híbrido, por conta desta nova mutação do Coronavirus.

A preocupação com os resultados do IDEB, portanto, não justifica atropelar o que já foi negociado e muito menos colocar as vidas em risco. O SINDSERM já aprovou em Assembleia Geral que os pontos principais do protocolo para o retorno às atividades presenciais são a testagem das (os) trabalhadoras (es) em educação e a vacina.

O plano apresentado pela Secretaria será discutido com a categoria que vai deliberar sobre o assunto na Assembleia Geral que acontecerá nesta sexta-feira, dia 12 de fevereiro, a partir das 16h por meio de videoconferência na plataforma Zoom. Na Assembleia também será apresentado o trecho da negociação em que o Secretário de Educação afirma que o retorno às aulas será através de ensino remoto, devido aos riscos da nova onda de contaminações por Coronavirus.

Sobre o autor

SINDSERM THE

Sindicato das(os) Servidoras(es) Públicas(os) Municipais de Teresina

Deixe um Comentário